0
0
0
s2smodern
Aumento no feminicídio mostra que as Mulheres já são as maiores vítimas do fascismo patriarcal

Os dados divulgados no último dia 31 de julho pela Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência - Ligue 180, infelizmente mostram um forte crescimento do feminicídio (homicídio cometido contra mulheres que é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero) nos primeiros seis meses de 2019, foram registrados mais casos que em todo o ano de 2018.

Os dados ainda mostram que em 2018 foram mais de um milhão de ligações de denúncias ao Ligue 180. No ano de 2017, foram registrados 24 feminicídios e 2.749 tentativas, em 2018 foram 53 (aumento de 120%) casos de homicídios dolosos com mulheres, mais 7.036 tentativas (aumento de 156%) de algum tipo de agressão e 2.688 registadas como tentativas de feminicídios.

De janeiro a junho de 2019, foram registradas mais de 100 vítimas e 2.688 agressões registadas como feminicídios.

O Ligue 180 estima que cerca de 70% das mulheres no Brasil não denunciam seus parceiros por sofrer ameaças (mais comuns) de perder seus filhos, por serem dependentes finceiramente em uma situação extrema de pobreza ou condição real de serem assassinadas.

Os números oficiais não mostram a realidade dos casos

Na justiça são mais de 110 mil ações esperando serem julgadas e medidas protetivas passam dos 21 mil (quando a mulher procura ajuda do estado para não morrer, geralmente é uma medida utilizada pela justiça como último recurso).

A republica patriarcal

Os números que o governo Bolsonaro expos através do Ligue 180 é o reflexo do discurso negativo de ódio jogado na sociedade pelo presidente Bolsonaro que desde a campanha eleitoral de 2018 (momento que os números do feminicídio dispararam no Brasil) o então candidato defendia em sua plataforma eleitoral que mulheres deveriam ganha menos que os homens porque engravidavam e que a lei Maria da Penha era um abuso contra os homens.

O discurso de ódio ganhou confiança nos microfones oficiais da republica que hoje amaga dados absurdamente alarmantes.

Ligue 180

Aumento no feminicídio mostra que as Mulheres já são as maiores vítimas do fascismo patriarcal

 

Trata-se de um serviço de utilidade pública de emergência, de abrangência nacional, que pode ser acessado pelo número 180, gratuitamente, 24 horas por dia, de qualquer terminal telefônico - móvel ou fixo, particular ou público - todos os dias da semana, inclusive domingos e feriados.

A Lei nº 10.714, de 13/08/2003, autorizou o Poder Executivo a disponibilizar, em âmbito nacional, número telefônico destinado a atender denúncias de violência contra a mulher. Dois anos depois, a Central de Atendimento à Mulher começou a funcionar, em caráter experimental e está ativo até hoje como sendo uma das principais ferramentas governamentais contra o patriarcado, machista e fascista.

Três em cada cinco mulheres jovens no Brasil já sofreram violência de parceiros.

A quem diga que está tudo bem, será?

Serviço:

No Brasil, ligue para a Central de Atendimento à Mulher: telefone 180.

No exterior:

Argentina, ligar para 08009995500 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Bélgica, ligar para 080010055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Espanha, ligue para 900 990 055, discar opção 1 e, em seguida, informar (em Português) o número 61-3799.0180.

EUA (São Francisco), ligar para 18007455521 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

França, ligar para 0800990055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Guiana Francesa, ligar para 0800990055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Holanda, ligar para 08000220655 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Inglaterra, ligar para 0800890055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Itália, ligar para 800 172 211, discar 1 e, depois, informar (em Português) o número 61-3799.0180.

Luxemburgo, ligar para 080020055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Noruega, ligar para 80019550 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Paraguai, ligar para 00855800 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Portugal, ligar para 800 800 550, discar 1 e informar o número 61-3799.0180.

Suíça, ligar para 0800555251 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Uruguai, ligar para 000455 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

Venezuela, ligar para 08001001550 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2smodern